Deixe um comentário Política

Vereador Hilton Marques anuncia a conquista de mais recursos para Jales


O Vereador Hilton Marques ( PT ) esteve na Assembleia Legislativa de São Paulo, exatamente no dia 05 de Outubro em busca de recursos ao nosso município, bem como criando aproximação e relação com mais parlamentares do seu partido, bem como em conversas com outros de outras siglas também. Levando e protocolando diversos ofícios em busca de recursos para nossa cidade e entidades sem fins lucrativos em nosso município. Como Santa Casa de Jales, Hospital do Amor, Projeto SACRA, entre tantas outras.

Pois bem, o vereador recebeu através de ofício enviado pelo Deputado Estadual Maurici a comunicação da destinação de emendas parlamentares destinadas a Jales através dele, sendo R$ 300.000,00 (Trezentos Mil Reais) para a saúde do nosso município e mais R$ 200.000,00 (Duzentos mil reais) para o Hospital de Amor – Unidade de Jales que serão liberadas para o orçamento de 2022.

Hilton Marques ainda comentou: “Este é o resultado do trabalho e da busca incansável de relações políticas para beneficiar a nossa cidade. Fico feliz em conquistar mais recursos ao nosso município.”

Vale ressaltar que o Vereador Hilton Marques já conquistou diversas emendas ao município de Jales, bem como as mais recentes são Emendas Parlamentares de Deputados do PT:

Deputado Federal Alexandre Padilha R$ 100.000 mil (Custeio Saúde) *Pago* 2020
Deputado Federal Alexandre Padilha R$ 270.000 mil (Veículo para Saúde) *aguardando pagamento do Governo Federal* 2021/2022
Deputado Federal Vicentinho R$ 100.000,00 (Santa Casa de Jales) *Orçamento 2022*
Deputado Federal Nilto Tatto R$ 150.000,00 (Custeio Saúde) *pago* Orçamento Secreto
Deputada Estadual Marcia Lia R$ 100.000,00 (Reforma da Unidade Básica de Saúde UniAmérica) *Pago*
Deputado Estadual Paulo Fiorilo R$ 60.000,00 ( Veículo para Saúde) *Pago*
Deputado Estadual Maurici R$ 300.000,00 (Custeio Saúde) *Orçamento 2022*
Deputado Estadual Maurici R$ 200.000,00 (Hospital do Amor de Jales) *Orçamento 2022*

TOTAL R$ 1.280.000,00  
(*UM MILHÃO DUZENTOS E OITENTA MIL REAIS*)

E ainda vem mais por ai, pois o nosso trabalho não para!


Deixe um comentário Saúde

Vacinação de crianças é fundamental para controle da pandemia, defendem cientistas


Apesar da urgência, imunização ainda não tem data para começar. Posição do governo Bolsonaro preocupa a comunidade de especialistas principalmente diante da chegada da ômicron. “Temos que iniciar o mais rápido possível”, alerta Mellanie Fontes-Dutra.

São Paulo – Autorizada nesta quinta-feira (16) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a imunização de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 com a vacina da Pfizer segue sem data para começar. O governo de Jair Bolsonaro não adiantou a compra dos imunizantes específicos para essa faixa etária e nem iniciou as negociações com a farmacêutica. E vem dando indícios que deve protelar a decisão o máximo possível.

Ainda ontem, o presidente da República afirmou que gostaria de divulgar a identidades dos servidores da Anvisa que participaram do processo de análise. Nesta sexta-feira (17), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ao canal CNN que pretende abrir uma audiência pública para consultar a sociedade sobre a vacinação infantil. A postura do governo, contudo, preocupa a comunidade científica, principalmente diante da variante ômicron. A avaliação é que o governo possa estar colocando essa população em risco e retardando o controle da pandemia no Brasil.

“Fico bastante preocupada com uma situação assim pois a gente poderia já ter avançado bastante nas negociações e nos contratos. Especialmente pensando agora na chegada da ômicron no país. É muito importante que a gente imunize o mais rápido possível a maior porcentagem da população alvo”, destaca a coordenadora da Rede Análise Covid-19, Mellanie Fontes-Dutra. “Que possa haver uma articulação rápida entre o Ministério da Saúde e a Pfizer para o envio dessas doses. Temos que iniciar o mais rápido possível essa vacinação tão necessária para o enfrentamento (da pandemia) e proteção desse público pediátrico”. 

A covid em crianças 

Segundo os técnicos, a vacina da Pfizer apresentou eficácia superior a 90% em crianças na faixa etária de 5 a 11 anos, com apenas um terço da dose utilizada em adultos. Os dados são relativos à imunização de 2.268 crianças que receberam duas doses da vacina ou placebo, com três semanas de intervalo. Como a formulação é diferente, deverá ser elaborada uma orientação específica para a vacinação de crianças e a Pfizer vai produzir embalagens diferentes das que identificam o imunizante utilizado em adultos. As sociedades brasileiras de Infectologia, de Imunologia, de Pediatria, de Imunizações e de Pneumologia e Tisiologia apresentaram pareceres técnicos apoiando a aprovação. 

Em um vídeo exibido durante a reunião da Anvisa, o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações e presidente do departamento de imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, Renato Kfouri, destacou o alto risco que as crianças correm com a doença causada pelo coronavírus. “Só a covid-19 nessa população de crianças e adolescentes mata mais do que todas as doenças do calendário infantil somadas anualmente. Outros fatores para colaborar essa recomendação (da vacina) é o risco de Síndrome Inflamatória Multissistêmica, o risco de covid longa, de hospitalizações e toda a carga da doença que não é negligenciável na população pediátrica, especialmente entre crianças de 5 a 11 anos”, advertiu Kfouri.

Em 22 meses de pandemia, cerca de 2.500 crianças morreram devido a complicações da covid-19. Doenças tipicamente infantis como coqueluche, diarréia, sarampo, gripe e meningite, somadas, causam, em média, 1.500 mortes de crianças por ano. 

Vacinação é segura 

A epidemiologista e professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, destaca que a vacinação das crianças é fundamental para o controle da pandemia e para garantir uma volta às aulas segura em 2022. “Nós sabemos que a educação sofreu impactos grandes e ter nesse momento a aprovação para que essa faixa etária também seja incluída nos grupos prioritários da vacinação é muito importante para ampliar a cobertura vacinal e auxiliar o país a conseguir uma diminuição da transmissão (do vírus)”, pontua. “As crianças, mesmo tendo quadro da doença menos grave – ainda que o Brasil tenha tido muitas mortes pela covid –, alimentam essa cadeia de transmissão e infectam outras crianças, adultos, adolescentes, a sua família e isso vai mantendo o vírus circulando.” 

Ela destaca ainda que a vacinação de milhões de crianças nos Estados Unidos comprova que o imunizante é seguro. E reforça que a vacinação nesse grupo provocou menos casos de reações adversas do que os registrados em adultos. “São mais de 5 milhões de crianças que já receberam a vacina sem efeitos adversos graves”, frisa. 


Deixe um comentário Geral

Polícia Civil de Jales prende mais dois homens na operação Lucro Cessante


A Polícia Civil de Jales desencadeou na manhã desta quarta-feira a 2a fase da Operação Lucro Cessante. Mais dois integrantes da organização criminosa especializada em furtar peças de caminhões foram presos na cidade de São Paulo.

Durante as investigações, que tiveram início em janeiro deste ano, 06 homens foram presos em flagrante na cidade de Araçatuba/SP. Já nesta manhã, a Polícia Civil de Jales cumpriu 10 mandados de busca, sendo 07 em São Paulo, 02 em Cotia e 01 em Campinas.

Também foram cumpridos 02 mandados de prisão preventiva de homens suspeitos de integrarem a organização criminosa. Outro suspeito que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça está foragido.

Durante as buscas, os policiais civis encontraram uma arma de fogo do tipo revólver, calibre 32, 06 munições calibre 32, 03 munições calibre 9mm, além de várias peças de caminhões da categoria pesado (servos de embreagem e módulos de motor).

A operação deflagrada nesta manhã, coordenada pelos delegados Dr. Sebastião Biazi, da DIG de Jales, e Dr. Ademir Gasques Sanches Júnior, da DISE de Jales, contou com a participação de 40 policiais civis da Delegacia Seccional de Jales, DEIC de São José do Rio Preto, DIG/DEIC de Campinas e DOPE/2a Delegacia de Capturas da capital. Foram utilizadas 17 viaturas policiais.

 
Por: Comunicação Polícia Civil de Jales

Deixe um comentário Geral

Operação da PF prende dois suspeitos e apreende R$ 71 mil em notas falsas


A Delegacia de Polícia Federal em Jales/SP deflagrou, na manhã desta sexta-feira (17) a Operação “LUZ NEGRA,” que tem como objetivo reprimir grupo criminoso responsável por distribuir cédulas falsas de reais em todo o país. Dois homens foram presos preventivamente pela Polícia Federal nas cidades de Vila Velha/ES e Brasília/DF. Os federais também cumprem mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Jales/SP.

As investigações iniciaram no começo deste ano, a partir de uma apreensão de cédulas falsas realizada pela PF em Jales/SP em 08/01/21. A apreensão foi realizada no momento em que um dos compradores das falsificações retirava uma encomenda em uma agência postal no centro da cidade. Na ocasião, a PF apreendeu mil reais em cédulas falsas, que foram adquiridas por um empresário local, após negociar a compra através de contatos mantidos com o falsário via aplicativo de mensagem.

No decorrer das investigações, a PF identificou dois homens suspeitos de serem distribuidores das cédulas falsas em todo o país. Eles ofereciam o produto ilícito na internet e por meio de aplicativos de mensagens. As falsificações eram oferecidas na proporção de uma cédula verdadeira em troca de até doze cédulas falsas. Após representação da PF à Justiça Federal de Jales/SP, dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão foram expedidos e estão sendo cumpridos nos endereços dos suspeitos nas cidades de Vila Velha/ES e Brasília/DF.

Na operação de hoje, a PF apreendeu em Vila Velha/ES telefones celulares, computadores, anotações, materiais que indicam a produção de cédulas falsas, várias encomendas contendo notas falsas prontas para envio, além de um total de R$ 71.460,00 reais em moeda falsa, sendo 684 cédulas em denominação de 100 reais e 156 cédulas em denominações de 20 reais. Em Brasília/DF, a PF prendeu o suspeito e apreendeu uma cédula falsa, além de outros objetos e documentos.

O crime de moeda falsa é de competência federal e está tipificado no artigo 289 do Código Penal Brasileiro, que define o crime como sendo atribuído àquele que falsifica, fabrica ou altera a moeda metálica ou papel-moeda nacional ou estrangeiro. Nas mesmas penas incide quem importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.

Quem recebe a moeda falsa de boa-fé, (acreditando na autenticidade da mesma) não comete o crime e deverá entregá-las em uma agência bancária para encaminhamento ao Banco Central do Brasil para análise ou em uma delegacia de polícia para registro de uma ocorrência policial. Quem repassar uma cédula falsa recebida, mesmo depois de tomar conhecimento sobre a falsidade, também comete o crime e estará sujeito a uma pena de até 2 anos de detenção.

Os presos serão indiciados pelo crime de falsificação de moeda e caso sejam condenados estarão sujeitos à pena de até 13 anos de reclusão. Eles serão encaminhados para presídios da região em que foram detidos e permanecerão à disposição da Justiça Federal. O material apreendido será encaminhado para a sede da PF em Jales/SP para análise e perícia dos federais.

O nome da operação “LUZ NEGRA” foi utilizado em razão do apelido de um dos suspeitos (SCORPION, termo em inglês que significa escorpião). A luz negra é utilizada na caça ao escorpião e também é um tipo de luz utilizada em equipamentos que detectam cédulas falsas.

 
Por: Comunicação PF Jales